(DES)ATENÇÃO

É só parvoíces, palermices, burrices, tolices, patetices, camelices, tontices e outras coisa terminadas em “ices”. Assuntos que merecem a nossa (Des)atenção. Tomar uma vez ao dia.

Este blog não dispensa a consulta do prospecto caso os sintomas permaneçam deverá consultar o seu médico ou farmacêutico.

Macadas



Estava aqui a pensar:


"Como o macaco gosta de banana, eu gosto de ti" cantava José Cid, esse grande macacão, tal como Vasco Santana, na “Canção de Lisboa”, dizia “Ora 20 macacos a 20 macacos dá 400 macacos…”. O Macaco, esse primata, animal mais próximo do Homem, está sempre presente nas nossas vidas. Com estranheza, expressões como: “Tirar Macacos do nariz”, que é bem melhor que o tradicional “Burrié”, jogar á “Macaca” ou ao "Macaquinho do Chinês", vestir um “Fato de Macaco”, que estranhamente não tem pêlo, trocar um pneu com o “Macaco” ou enfiar "Macaquinhos no sótão", são infindáveis “Macaquices”, que fazem parte do nosso quotidiano. É o verdadeiro “Planeta dos Macacos” não se prevendo, e ainda bem, o “Fim da Macaca”. “MACACOS ME MORDAM!”

Sem comentários:

Enviar um comentário